10 de Setembro- Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio



O suicídio tem sido um grave problema de saúde pública. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), a cada ano cerca de 800 mil pessoas tiram a própria vida, e outras ainda tentam o suícidio, sendo que as tentativas de suicídio são estimadas em 20 vezes a de suicídios consumados, ou uma tentativa a cada 2 segundos. Em 2016, em todo o mundo, o suicídio foi relatado como a segunda principal causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos, sendo que 79% destes foi relatado principalmente entre países de baixa e média renda. Em 2019, a OMS relata um número de mais 700 mil pessoas que morreram por suicídio, representando a causa de uma em cada 100 mortes no mundo, principalmente em homens, sendo 12,6 por cada 100 mil homens em comparação com 5,4 por cada 100 mil mulheres. O sucídio tem estado entre as principais causas de morte, superando até mesmo as mortes causadas pela malária, HIV, câncer de mama, guerras e homicídios.


No Brasil, de acordo com o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado em 2017, entre 2011 e 2016, houve 62.804 mortes por autoextermínio no país. Desse total, 21% eram mulheres e 79% homens. Segundo a OMS em 2017 o Brasil registrou cerca de 11 mil casos por ano de mortes por suicídio, além de 17% por cento da populaçao nacional que apresentou pensamentos suicidas ao longo da vida presente. A estimativa é de 32 mortes por dia, ou seja, a cada 45 minutos uma pessoa tira a própria vida, sendo que 51% dos casos de suicidio acontecem dentro de casa.

No mundo, o auto envenenamento por pesticidas agrícolas, que mesmo ingeridos em pequenas quantidades, apresentam alta toxicidade e letalidade, tem sido um dos principais meios utilizados para o suicídio, representando 14 a 20% de todas a mortes causadas por suicídio por ano (de 110 mil a 168 mil mortes). Entretanto há outras causas de intoxicação exógenas provocadas por meio do uso de medicamentos e produtos sanitários de uso doméstico. No Brasil, a intoxicação por causas exógenas foi registrada em maior número entre mulheres na região sudeste no período de 2007 a 2017.


A situação ainda se alarma com os impactos causados pela pandemia causada pela doença de coronavírus 2019 (COVID-19), que desencadeia diversos fatores de risco para saúde mental e o suicídio como: o desemprego, estresse financeiro, isolamento social, o medo, desesperança, solidão, acesso reduzido ao suporte comunitário e religioso/espiritual, dificulade de acesso ao tratamento de saúde mental, doenças e problemas de saúde, suicídio de familiares, conhecidos ou profissionais de saúde. A presença de um transtorno mental também se caracteriza como um importante risco para o suicídio e em tempos de pandemia esse risco é ainda maior, principalmente quando se trata de ansiedade e depressão.


Neste sentido, no contexto de pandemia, que abalou o bem estar mental físico de todos, viu-se aumentar o risco de ansiedade, angústia e depressão, é necessário que toda a sociedade civil organizada juntamental com o governo federal trabalhe em conjunto para a prevenção do suicídio. Desde 2003, a cada dia 10 de setembro, a Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio (IASP), em colaboração com a Organização Mundial da Saúde (OMS), promove o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. Neste ano, o tema é “Agir salvando vidas”.


Referências:

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Boletim epidemiológico, Brasília, v.50, n.15, jul. 2019.


BRASIL. Ministério da Saúde. Suicídio na Pandemia COVID-19. Brasília, 2020.


Uma em cada 100 mortes ocorre por suicídio, revelam estatísticas da OMS. Organização Mundial da Saúde, 17 jun. 2021. Disponível em: <https://www.paho.org/pt/noticias/17-6-2021-uma-em-cada-100-mortes-ocorre-por-suicidio-revelam-estatisticas-da-oms>. Acesso em: 3 set. 2021.

RUCKERT, Monique Lauermann Tassinari; FRIZZO, Rafaela Petrolli; RIGOLI, Marcelo Montagner. Suicídio: a importância de novos estudos de posvenção no Brasil. Rev. bras.ter. cogn., Rio de Janeiro , v. 15, n. 2, p. 85-91, dez. 2019 . Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-56872019000200002&lng=pt&nrm=iso>. acessos em 03 set. 2021. http://dx.doi.org/10.5935/1808-5687.20190013.

Suicídio. Organização Mundial da Saúde, 2021. Disponível: <https://www.paho.org/pt/topicos/suicidio>. Acesso em: 3 set. 2021

10 visualizações0 comentário