Como otimizar a biogênese mitocondrial pós-exercício?

Uma das adaptações mais almejadas principalmente pelo praticante do endurance, é a biogênese mitocondrial. Sendo assim, é fundamental que você nutricionista tenha um conhecimento a respeito do processo para que auxilie o seu paciente da melhor maneira possível. Hoje, o texto aqui no Blog da Simple Pharma será exatamente sobre isso: como otimizar a biogênese mitocondrial pós exercício?



Entenda o que é e a importância da biogênese mitocondrial


A biogênese mitocondrial é um processo originado a partir do estímulo ao recrutamento e a síntese de proteínas mitocondriais, que tem como resultado o aumento do tamanho, do volume e do número de mitocôndrias presentes na célula. Ou seja, com o aumento da quantidade e do volume dessa organela, é de se esperar que a função mitocondrial do indivíduo seja aperfeiçoada. E sabe por quê isso é importante?


A mitocôndria é uma organela responsável por processo fundamentais ao praticante do exercício físico. Pode-se dizer que é a organela chave do metabolismo energético, tendo em vista que a fosforilação oxidativa ocorre com participação fundamental dessa organela, mas a sua importância não para por aí. É dentro da mitocôndria que a oxidação lipídica ocorre. Logo, o Triacilglicerol (TAG) mobilizado inicialmente do tecido adiposo ou do tecido muscular, é quebrado pela ação da enzima lipase hormônio sensível, e posteriormente, o ácido graxo gerado a partir desse TAG, através do complexo da lançadeira de carnitina entra na mitocôndria para sua oxidação.


Como otimizar a biogênese mitocondrial?


Acredito que você entendeu que com mais mitocôndrias e com o seu funcionamento aperfeiçoado, o metabolismo oxidativo dos lipídios é aprimorado. Mas o processo necessário para que tudo isso aconteça não é tão simples. O mesmo é orquestrado por uma proteína que você pode já ter ouvido falar em congressos por aí ou na leitura de artigos, a PGC-1Alpha. Explicando de forma prática, essa proteína é ativada com mais destaque a partir do estresse mitocondrial, que pode ser gerado por exemplo, a partir de estratégias como a Sleep-low e o exercício em jejum. Isso acontece porque nestas duas estratégias, o indivíduo está se exercitando sob baixa disponibilidade de glicogênio muscular e hepático.


Trazendo ao que você nutricionista poderia fazer para melhorar a biogênese mitocondrial do paciente, a manipulação do glicogênio é a estratégia chave para que a biogênese mitocondrial do atleta seja aperfeiçoada. Mais precisamente, se o indivíduo se exercita sob baixa disponibilidade de carboidratos e, ainda, se não há a reposição imediata deste nutriente no pós-treino, este processo destaca-se ainda mais. Desse modo, estratégias nutricionais como o jejum intermitente, a dieta cetogênica ou a dieta low-carb, podem contribuir para a ocorrência do processo.


Por fim, o ácido oleanólico encontrado em produtos como o MITBurn, é um ativo que pode auxiliar neste processo de estímulo à biogênese mitocondrial, pois estimula o processo a partir de uma via inovadora: o receptor TGR5. O TGR5 é agonista na proliferação e ativação mitocondrial, de modo a que há a regulação dos genes envolvidos na oxidação dos ácidos graxos e da termogênese.


Espero que você tenha entendido tudo que buscava sobre a otimização da biogênese mitocondrial de modo mais prático. Te encontro no próximo texto. Até logo!


Referências bibliográficas


Cherry AD, Piantadosi CA. Regulation of mitochondrial biogenesis and its intersection with inflammatory responses. Antioxid Redox Signal. 2015 Apr 20;22(12):965-76. doi: 10.1089/ars.2014.6200.

De Melo, C. L., Queiroz, M. G. R., Fonseca, S. G. C., Bizerra, A. M. C., Lemos, T. L. G., Melo, T. S., ... Rao, V. S. (2010). Oleanolic acid, a natural triterpenoid improves blood glucose tolerance in normal mice and ameliorates visceral obesity in mice fed a high-fat diet. Chemico-Biological Interactions, 185(1), 59–65. doi:10.1016/j.cbi.2010.02.028

Pols, T., Eggink, H., & Soeters, M. (2014). TGR5 ligands as potential therapeutics in inflammatory diseases. International Journal of Interferon, Cytokine and Mediator Research, 27. doi:10.2147/ijicmr.s40102

Guo, C., Chen, W.-D., & Wang, Y.-D. (2016). TGR5, Not Only a Metabolic Regulator. Frontiers in Physiology, 7. doi:10.3389/fphys.2016.00646

1,214 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo