O estresse e a ansiedade atrapalham a sua rotina?

Distúrbios do sono e estresse estão muito associados com a ansiedade, o que é algo bastante comum na atualidade. A maior parte das queixas relacionadas à ansiedade é tratada com medidas farmacológicas envolvendo benzodiazepínicos e barbitúricos, além de outros ansiolíticos, o que pode causar tolerância e dependência farmacológica.


A ansiedade atinge quase 13% da população mundial, sendo que esse transtorno está entre os problemas psico-sócio-comportamentais mais comuns atualmente. A ansiedade, juntamente com o estresse, a depressão e a insônia possuem como características, condições psiquiátricas generalizadas e altamente comórbidas no mundo, que são definidas como uma experiência emocional negativa na qual estão ligadas às mudanças bioquímicas, cognitivas, comportamentais e psicológicas.


A ansiedade consiste em um sentimento vago e desagradável de medo, apreensão, e é caracterizada por tensão ou desconforto derivado de antecipação do perigo, de algo desconhecido ou estranho. Esse sentimento de ansiedade gera altos níveis de estresse psicológico e é algo difícil de ser tratado no longo prazo. Os medos gerados pela ansiedade podem causar alterações bioquímicas e emocionais que sistematizam inúmeras reações negativas na pessoa, gerando transtornos psíquicos profundos.


Os remédios utilizados no tratamento da insônia e ansiedade pertencem a classe de antipsicóticos benzodiazepínicos, que possuem como mecanismo a inibição seletiva da receptação de serotonina e por mais que seja eficiente, pode causar efeitos colaterais como dependência, deterioração cognitiva e aumentando riscos de acidentes e quedas.


Uma alternativa para as medidas farmacológicas são abordagens integrativas (que é a junção de terapias convencionais e de terapias alternativas), nas quais podem ser citadas a aromaterapia, que além de remédios que melhoram a qualidade do sono e ajudam a diminuir a ansiedade, faz uso de óleos essenciais que possui ações anti inflamatórias, antioxidantes, auxiliando na redução da ansiedade e do estresse, além de reduzir os custos da farmacoterapia.


A Pinetonina é um fitocomplexo composto a partir de uma mistura de óleos essenciais obtidos da lavanda, lavanda francesa e erva -doce, que auxilia nos sintomas de estresse crônico e ansiedade, melhora do humor e do bem estar, sem causar sonolência ou sedação. Fitoterápicos e fitocomplexos como a Pinetonina têm se tornado boas formas alternativas para tratamentos que envolvem o sistema nervoso central, pois ao contrário dos fármacos, possuem menos efeitos adversos e não causam dependências químicas, se tornando uma ótima opção para pessoas com insônia e ansiedade.


Medicamentos fitoterápicos como valeriana, passiflora, erva-cidreira e lavanda (presente na pinetonina) reduzem a latência do sono e aumentam as medidas subjetivas e objetivas da qualidade do sono.


Estudos têm mostrado o efeito da estimulação olfativa em vários sistemas fisiológicos relacionados à ansiedade. De acordo com esses estudos, o uso de óleos essenciais via sistema olfatório teve efeito positivo na redução da ansiedade, aumento da qualidade do sono e estabilização da pressão arterial em pacientes com doenças cardiovasculares internados na UTI.


Os resultados adquiridos após o uso diário intranasal do spray de Pinetonina antes de dormir sugerem que esse fitocomplexo pode colaborar com a redução dos sintomas de estresse, reduzir significativamente os níveis de cortisol e melhorar a qualidade do sono.


Referências:


Costa, Camilla Oleiro da et al. Prevalência de ansiedade e fatores associados em adultos. Jornal Brasileiro de Psiquiatria [online]. 2019, v. 68, n. 2 [Acessado 19 Julho 2021] , pp. 92-100. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/0047-2085000000232>. Epub 26 Ago 2019. ISSN 1982-0208. https://doi.org/10.1590/0047-2085000000232.Jardim, M., Amaral, F., Antunes, V., Rodrigues, F., Souza, M., Siqueto, F., Silva, L., Bertolino, R., Cavalaro, V. e Oliveira, C. ( 2018) Pinetonina TM , uma preparação de óleo essencial administrado por via intranasal, é eficaz na redução dos níveis de cortisol e na modulação da liberação de glutamato. Neuroscience and Medicine, 9 , 135-149. doi: 10.4236 / nm.2018.93014 .


Hudson Polonini, Dominique Mesquita, Julia Lanine, Eli Dijkers, Spiros Gkinis, Nádia Rezende Barbosa Raposo, Marcos Antônio Fernandes Brandão, Anderson de Oliveira Ferreira, Intranasal use of lavender and fennel decreases salivary cortisol levels and improves quality of sleep: A double-blind randomized clinical trial, European Journal of Integrative Medicine, Volume 34, 2020, 101015, ISSN 1876-3820, https://doi.org/10.1016/j.eujim.2019.101015. (https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1876382019307127)


41 visualizações0 comentário