Papel do BIOINTESTIL na imunidade


Mais de trilhões de microrganismos, entre bactérias e fungos, habitam o trato gastrointestinal dos seres humanos, formando o que conhecemos como microbiota intestinal. Bactérias são os principais componentes dessa microbiota, e dependendo do seu tipo, podem conferir benefícios ou prejuízos para a saúde de seu hospedeiro. Se o intestino de um indivíduo possui um perfil de bactérias predominantemente simbióticas, consideradas benéficas, vários efeitos positivos podem ser notados na sua saúde, como melhores parâmetros metabólicos e respostas imunes mais eficientes.


No sentido contrário, se o ambiente intestinal possui muitas bactérias consideradas patogênicas, se instala um quadro conhecido como disbiose, que aumenta a tendência do ganho de peso, do risco para doenças cardiovasculares, diabetes e outras doenças metabólicas, além de prejudicar a imunidade.


As próprias bactérias simbióticas são capazes de eliminar as patogênicas, o que já é um importante auxílio para a proteção do nosso organismo, além de propiciar um melhor desenvolvimento das células do sistema imune que estão presentes no intestino, fortalecendo a imunidade.


Também garantem uma barreira intestinal mais íntegra, que impede a entrada de toxinas na corrente sanguínea, o que evita a ocorrência de processos inflamatórios relacionados ao desenvolvimento de várias doenças e ao enfraquecimento da capacidade imune de lidar com invasores. A alimentação é um importante fator de estilo de vida que está relacionado à uma boa composição da microbiota, e dietas equilibradas em todos os nutrientes e ricas em fibras estimulam o crescimento das bactérias simbióticas, benéficas.


Nesse sentido, existem suplementações que também podem auxiliar na melhora da composição das bactérias presentes no ambiente intestinal. O BIOINTESTIL é um produto natural, formulado a partir de um processo tecnológico patenteado e inovador, que uniu dois ativos com potencial de causar vários efeitos positivos na saúde intestinal: o óleo essencial extraído da Cymbopogon martinii (Roxb.) Wats, padronizado em geraniol, e a fibra em pó obtida do rizoma de Zingiber officinale Roscoe, padronizado em 6-gingerol. Na tecnologia utilizada, a fibra absorve o óleo essencial, e quando é fermentada pelas bactérias intestinais, promove diversos benefícios, como por exemplo: redução de gases intestinais, náuseas, inchaço, dores abdominais, refluxo e constipação intestinal, a melhora da digestão, o controle da disbiose e ainda pode ser utilizado como parte do tratamento da síndrome do intestino irritável.


Entre os mecanismos que explicam esses benefícios está a melhora da composição da microbiota intestinal, com eliminação de bactérias patogênicas, que são mais suscetíveis ao geraniol presente na formulação do BIOINTESTIL. Apesar de ter esse efeito antimicrobiano, a suplementação não causa resistência bacteriana, que é muito comum com o uso de antibióticos e que dificulta muito o tratamento de condições intestinais. Estudos mostraram ainda, que o geraniol foi capaz de aumentar a abundância de Lactobacillae, bactérias com vários efeitos benéficos no organismo.


A partir dessa modulação microbiana, o uso do BIOINTESTIL acaba por refletir de maneira positiva na imunidade, que tem uma ligação direta com os tipos de bactérias presentes no intestino! Os componentes presentes no BIOINTESTIL tem a segurança de uso comprovada, com restrições apenas para gestantes, crianças e pacientes com insuficiência renal e hepática.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Pickard, J. M., Zeng, M. Y., Caruso, R., & Núñez, G. (2017). Gut microbiota: Role in pathogen colonization, immune responses, and inflammatory disease. Immunological Reviews, 279(1), 70–89. doi:10.1111/imr.12567


Lâmina BIOINTESTIL


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo