Pré-treinos que auxiliam no rendimento esportivo

Atualizado: Jul 20

Olá, seja muito bem-vindo ao Blog da Simple Pharma. É sempre um prazer ter você se dedicando a estudar conosco. Hoje, sabe aquele seu paciente que almeja melhorar ainda mais o desempenho dele no treino?


Bom, lembre-se que uma refeição importantíssima do dia e que pode ser a responsável por esse efeito é a refeição pré-treino. Contudo, se você acredita que a sua prescrição dietética já está atendendo bem o paciente neste quesito, você pode otimizar ainda mais o desempenho esportivo do seu paciente através da suplementação pré-treino. Se você se interessou, venha comigo para o texto de hoje, pois vou te revelar quais os principais pré-treinos que auxiliam o rendimento esportivo através do seu efeito agudo.




Bicarbonato de sódio


Com o intuito de haja o tamponamento extracelular dos íons H+, o bicarbonato de sódio pode ser administrado. Este suplemento funciona a partir da elevação do pH plasmático de modo a que haja o efluxo de lactato e H+ do músculo esquelético para a corrente sanguínea. Após o efluxo, o lactato pode ir para o fígado e ser aproveitado para a gliconeogênese, já o H+, será tamponado pelo bicarbonato de sódio convertido em ácido carbônico para sua devida neutralização.


Na prática, a ciência aponta que o seu uso deve ser agudo, com doses entre 0,2 - 0,4 g/kg, e de 30 - 180 minutos antes do exercício, contudo, podem ser observados severos desconfortos gastrointestinais no atleta e uma certa dificuldade do mesmo na aderência ao suplemento, pelo fato de que normalmente é necessário um alto número de cápsulas para tal, fazendo com o que seu potencial ergogênico seja limitado.


Cafeína


A cafeína atua principalmente como um antagonista dos receptores de adenosina no sistema nervoso central, diminuindo assim a percepção de esforço durante a prática do exercício. Por consequência, as pesquisas relatam que efeitos ergogênicos são aproveitáveis com destaque na prática de atividades aeróbicas, mas também em atividades anaeróbicas. Tais pesquisas constataram um aumento da força e da resistência muscular, do vigor físico, da performance em atividades de salto e da velocidade em exercícios como a corrida. Desse modo, a suplementação da cafeína pode ser considerada uma tática válida para aprimorar o desempenho físico em várias modalidades esportivas.

Na prática, administra-se a dosagem de 3-6 mg/kg, ingerida de 30-60 minutos antes da atividade. Aqui vai uma ressalva. Apesar de que dosagens acima de 9 mg/kg podem levar a desconfortos como dor de cabeça, tontura e insônia, a própria dosagem de 3-6 mg/kg pode acarretar nestes efeitos dependendo do horário em que é ingerida e da responsividade de cada pessoa. Para amenizar esses efeitos e aumentar o foco do atleta, uma sugestão é a Alpinia galanga. Esse ativo é capaz de proporcionar mais foco porque leva a vasodilatação do cérebro.

Ou seja, você pode aproveitar para potencializar ainda mais o pré-treino do seu paciente através da combinação do Enxtra e da cafeína, pois há estudos que indicam que a Alpinia galanga pode atenuar os possíveis efeitos deletérios da cafeína. Para tal, a combinação de 300 mg de Enxtra com 200 mg de cafeína, 1 hora antes do exercício, é uma estratégia interessante.


Nitrato/Suco de beterraba


A relação do nitrato e da performance física, se dá fortemente através de sua administração na prática por meio do suco de beterraba. Isso acontece dada a praticidade da ingestão, de modo a que o óxido nítrico pode atuar no aumento da performance física através de mecanismos de melhoria na entrega de oxigênio ao músculo esquelético, ao passo que também altera o custo de oxigênio mitocondrial e ressíntese de ATP, o que leva a redução no custo de oxigênio durante o exercício.

Na prática, vale ressaltar que o consumo de nitratos deve ser em um período de 120 a 180 minutos antes do exercício, tempo necessário para aumentar as concentrações de nitrito plasmático. No que se refere às doses, geralmente variam entre 310 mg e 527 mg.


Para encerrar o texto de hoje, saiba que é observado que os efeitos da suplementação de nitrato a nível agudo pode influenciar rapidamente na oxigenação de órgãos e tecidos, porém é necessário o uso crônico para obter os benefícios sobre as alterações nas mitocôndrias e proteínas contráteis, responsáveis pela melhoria de desempenho físico.


Referências bibliográficas


SRIVASTAVA, Shalini et al. Effect of Alpinia galanga on Mental Alertness and Sustained Attention With or Without Caffeine: a randomized placebo-controlled study. Journal Of The American College Of Nutrition, [S.L.], v. 36, n. 8, p. 631-639, 14 set. 2017.

MAUGHAN, Ronald J et al. IOC consensus statement: dietary supplements and the high-performance athlete. British Journal Of Sports Medicine, [S.L.], v. 52, n. 7, p. 439-455, 14 mar. 2018.

235 visualizações0 comentário