A importância dos micronutrientes para a saúde mitocondrial

Atualizado: Mai 3


Sim, a saúde mitocondrial precisa ser priorizada nas condutas clínicas pois a disfunção dessa organela irá refletir no aparecimento de diversos distúrbios, principalmente relacionados à síndrome metabólica. Para isso, através de uma boa alimentação, podemos garantir a ingestão de todos os nutrientes que participam do metabolismo mitocondrial ou que atuam nos mecanismos de proteção dessa organela, como pela neutralização de espécies reativas de oxigênio (EROs), assim, podemos citar principalmente importância dos micronutrientes (vitaminas e minerais).


Vitaminas do complexo B

Dentro do complexo B, temos uma variedade de vitaminas, sendo que todas podem ser incluídas como importantes quando falamos na promoção da saúde mitocondrial. Nesse sentido, a carência desses micronutrientes está relacionada principalmente ao aumento da produção de EROs. Falando um pouco sobre algumas vitaminas desse complexo, a tiamina (B1) é um cofator de várias enzimas, como a piruvato desidrogenase citosólica e a cetoglutarato desidrogenase mitocondrial. Já a niacina (B3), é um cofator importante envolvido nas reações de respiração mitocondrial, glicólise ou oxidação lipídica. Ademais, o ácido fólico (B9) exerce diferentes funções biológicas como síntese de nucleotídeos ou modificação do RNA mitocondrial, além de contribuir para os estados redox celulares, prevenindo o estresse oxidativo indiretamente. Por último, a vitamina B12 (cobalamina) é essencial para a síntese de nucleotídeos ou geração de succinil-CoA, molécula utilizada no ciclo de Krebs.

Outras vitaminas

Contudo, as vitaminas do complexo B não são as únicas essenciais para a saúde mitocondrial. Logo, podemos falar também sobre a vitamina E, que apresenta uma potente ação antioxidante, protegendo a estrutura da membrana e função mitocondrial. Em conjunto com essa, a vitamina C também atua como antioxidante, ativando a via das sirtuínas, reduzindo assim a produção de EROs. Por fim, a vitamina A está relacionada com o aumento dos níveis do fator de transcrição mitocondrial, extremamente necessário para a biogênese da organela.


Minerais

Finalizando, quando falamos sobre a saúde mitocondrial, os minerais também estão incluídos. Assim, podemos citar o zinco como um agente com propriedades antioxidantes, permitindo a ativação de enzimas como a superóxido dismutase e catalase, responsáveis por neutralizar radicais livres produzidos pela mitocôndria, evitando assim o estabelecimento do estresse oxidativo. Ademais, outro mineral importante nesse cenário é o selênio, que também apresenta atividades antioxidantes, atuando em conjunto com algumas enzimas antioxidantes. Além disso, o selênio possui potencial biogênico por meio da estimulação da PGC-1α.

Para um estudo mais aprofundado sobre o tema, segue algumas sugestões de leitura:

Artigo:

Mitochondrial function and toxicity: role of the B vitamin family on mitochondrial energy metabolism

Vitamin A as PKC co-factor and regulator of mitochondrial energetics

Antioxidant vitamins and trace elements in critical illness

Nutrition, Bioenergetics, and Metabolic Syndrome


27 visualizações0 comentário