top of page

As principais diferenças entre o CBD e o THC

Atualizado: 7 de dez. de 2022


Muito comumente confundidos, o Canabidiol (CBD) e o Tetrahidrocanabinol (THC), são compostos muito associados com a maconha. Contudo, entenda que são compostos que desempenham funções distintas. Entenda que um canabinóide, é um composto que interage diretamente com o nosso corpo e que dispõe de um sistema específico que atua: o Sistema Endocanabinóide (SE).


Botanicamente, existem 3 espécies de da planta que origina o CBD, a Cannabis: C. sativa, C. indica e C. ruderalis. Essas plantas apresentam produtos que fazem parte do sistema endocanabinoide, com receptores localizados em diversas porções do sistema nervoso central. Os canabinóides, afetam o sistema nervoso central, porém, a maconha apresenta uma concentração bem mais elevada do THC, que é o seu principal composto psicoativo.


A depender da planta utilizada, a concentração de CBD e THC varia muito, como no caso da C. indica que apresenta cerca de 30% de THC e no caso da C. sativa, que apresenta 0,2-0,3 % de THC apenas. Logo, o CBD e o THC, são os principais princípios ativos para os efeitos medicinais dos canabinóides.


Assim, a maconha apresenta tanto o THC como o CBD, mas em concentrações maiores do THC. O THC, é um agonista parcial do CB1 , sendo responsável pela hiperpolarização. Já o CBD, é um agonista inverso do CB1, sendo considerado um inibidor muito forte, sendo que a maconha apresenta CBD em sua composição, mas a concentração de THC é muito maior.


Como ação agonista, os receptores pré-sinápticos CB1 têm o potencial de hiperpolarizar neurônios do sistema nervoso central (SNC), causando relaxamento. Por outro lado, mesmo sendo psicoativo, na dose adequada e sendo balanceado com o CBD, o THC pode ser responsável pela melhora da função motora em algumas doenças. De forma mais clara, o THC é um agonista parcial do CB1, sendo responsável pela hiperpolarização. Por fim, também pode gerar tolerância e prejudicar a memória e aprendizagem.


Referências Bibliográficas

Borgelt LM, Franson KL, Nussbaum AM, Wang GS. The pharmacologic and clinical effects of medical cannabis. Pharmacotherapy. 2013 Feb;33(2):195-209. doi: 10.1002/phar.1187.

11.797 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page