top of page

Morosil funciona para perda de peso?

No caminho para a perda de peso, entender como as células adiposas funcionam é fundamental. Essas células são centrais no armazenamento de energia, mas quando ocorre disfunção em seu metabolismo, a obesidade e a resistência à insulina podem surgir.


A adiponectina, uma das moléculas secretadas por essas células, é crucial. Ela é produzida inversamente ao tamanho da célula de gordura, resultando em menores níveis em indivíduos obesos, associados a diversos riscos cardiovasculares.


Como o Morosil atual?

E é nesse ponto que entra o Morosil®, um extrato seco obtido do suco da Laranja Vermelha Moro, cultivado exclusivamente na Sicília, Itália. Esse extrato contém componentes poderosos como antocianinas, flavonoides, ácido ascórbico e ácidos hidroxicinâmicos, destacando-se pela presença de uma antocianina específica, a C3G.

Além disso, é um excelente antioxidante, o Morosil® possui propriedades específicas no gerenciamento do peso. Estudos mostram que o Morosil® influencia diretamente no tamanho das células de gordura, reduzindo o acúmulo de lipídeos e aumentando a sensibilidade à insulina. Esse efeito ocorre graças à inibição da expressão do PPARγ, um regulador de genes envolvidos no metabolismo lipídico, resultando na diminuição dos triglicerídeos e do colesterol total.


Outro ponto relevante é o impacto do Morosil® na Esteatose Hepática. Ele auxilia na diminuição da lipogênese, reduzindo a acumulação de gordura no fígado e favorecendo a oxidação de gorduras. Esse processo, associado ao seu alto poder antioxidante, contribui para uma redução significativa do acúmulo de gordura no fígado e uma melhoria nos níveis sanguíneos de triacilgliceróis.


Por fim, estudos clínicos revelam que o extrato da Laranja Vermelha Moro contribui para uma redução expressiva na gordura abdominal, evidenciando não apenas a redução de peso, mas também a modificação do metabolismo dos adipócitos.


O Morosil®, portanto, se revela como um aliado valioso para aqueles que buscam um equilíbrio corporal saudável, atuando em diversas frentes para proporcionar uma melhoria metabólica eficaz.


Referências Bibliográficas:


Rosen ED, Spiegelman BM. What we talk about when we talk about fat. Cell. 2014;156(1-2):20-44. DOI: 10.1016/j.cell.2013.12.012.


Lefterova MI, Lazar MA. New developments in adipogenesis. Trends Endocrinol Metab. 2009;20(3):107-114. DOI: 10.1016/j.tem.2008.11.005. 


Ahmadian M, Wang Y, Sul HS. Lipolysis in adipocytes. Wiley Interdiscip Rev Syst Biol Med. 2013;5(5):587-609. DOI: 10.1002/wsbm.1231. 


Trayhurn P, Bing C. Appetite and energy balance signals from adipocytes. Philos Trans R Soc Lond B Biol Sci. 2006;361(1471):1237-1249. DOI: 10.1098/rstb.2006.1860.

27 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page