top of page

O que é e como atua o ácido ursólico?

Atualizado: 23 de nov. de 2022


Atualmente, estudos demonstraram que certos produtos biologicamente ativos derivados de plantas podem ser eficazes no tratamento de diversas doenças como câncer, diabetes, obesidade, doenças cardiovasculares, cerebrais e hepáticas. O ácido ursólico é um deles, por isso entenda o que é e como atua.


O ácido ursólico


O ácido ursólico é um composto presente naturalmente em flores, folhas e frutos utilizados na fitoterapia, como Rosmarinus officinalis (alecrim), Ocimum basilicum (manjericão), Pyrus malus (casca de maçã) e etc. Ele pertence a uma classe de compostos chamados triterpenos, que são produzidos naturalmente em plantas e animais.


Mecanismos de ação


O ácido ursólico pode ter múltiplos efeitos no corpo. Um mecanismo chave é a capacidade do ácido ursólico de bloquear as vias de sinalização celular. Ao bloquear certas vias, como mTOR, o ácido ursólico pode alterar a forma como as células crescem e se replicam.


Ele também parece inibir certos fatores de transcrição e enzimas. Por exemplo, alguns estudos sugerem que o ácido ursólico bloqueia a COX-2 (ciclo-oxigenase-2) , uma enzima envolvida na inflamação, e o NF-κB (fator nuclear kappa B), um fator de transcrição que desempenha um papel importante na resposta imune.


Alguns outros mecanismos potenciais incluem aumentar a expressão gênica das células ósseas, possíveis propriedades antibacterianas e promover a atividade do GLUT4 , um importante transportador de glicose no corpo.


Possíveis benefícios para saúde


Primeiramente vale ressaltar, que ainda é necessário mais estudos, principalmente em seres humanos para estabelecer evidências mais sólidas do uso ácido ursólico. Entretanto, diversos estudos vêm sendo publicados a fim de auxiliar no melhor entendimento do seu papel no manejo de doenças.


Em termos do efeito anticancerígeno do ácido ursólico, estudos em animais, demonstram que os possíveis mecanismos incluem a inibição da tumorigênese e proliferação de células cancerígenas, bem como a modulação da apoptose, e promoção da autofagia.


Além disso, vários estudos em animais, descobriram que a suplementação de ácido ursólico ajuda a reduzir o risco de doenças cardiovasculares, diminuindo a frequência cardíaca, bem como os níveis de peróxido lipídico, eliminando os radicais livres e melhorando os perfis lipídicos.


Referências bibliográficas

SEO, Dae Yun et al. Ursolic acid in health and disease. The Korean Journal Of Physiology & Pharmacology, [S.L.], v. 22, n. 3, p. 235, 2018. The Korean Physiological Society and The Korean Society of Pharmacology. http://dx.doi.org/10.4196/kjpp.2018.22.3.235.


NGUYEN, Huynh Nga et al. Ursolic Acid and Related Analogues: triterpenoids with broad health benefits. Antioxidants, [S.L.], v. 10, n. 8, p. 1161, 21 jul. 2021. MDPI AG. http://dx.doi.org/10.3390/antiox1008116.

3.038 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page