top of page

Quais as aplicabilidades da cúrcuma na performance esportiva?

Atualizado: 5 de dez. de 2022


A cúrcuma, também conhecida pelo seu nome científico, Curcuma Longa, é uma especiaria nativa da Índia. É um membro da família do gengibre, que também é nativa do sul da Ásia. Ela possui um grande número de propriedades benéficas, como antioxidantes, anti-inflamatórios e até efeitos anticancerígenos. Nesse sentido, hoje vamos elucidar quais são as aplicabilidades da cúrcuma na performance esportiva.


Inflamação


O maior benefício da cúrcuma são as propriedades anti-inflamatórias da curcumina. A inflamação é um processo natural em que os glóbulos brancos, protegem o corpo de organismos estranhos, como vírus ou bactérias. Esse processo causa aumento do fluxo sanguíneo para o local da lesão ou infecção, quando ocorre por um curto período de tempo, a inflamação é um processo benéfico.


Posto isso, as propriedades anti-inflamatórias da curcumina permitem que ela ajude a controlar a inflamação, regulando fatores de transcrição, citocinas, proteínas quinases, enzimas e muitos outros subprocessos e compostos envolvidos na inflamação, auxiliando na recuperação mais eficiente no esporte e consequentemente maior performance.


Dor muscular reduzida após o exercício


Os atletas, em sua maioria, podem sofrer danos musculares a depender da intensidade do exercício físico, causando dores ou até mesmo inflamação. A cúrcuma, por sua vez, reduz os danos musculares, diminuindo assim a chance de inflamação nos músculos.


Em um estudo conduzido em cinquenta e nove homens e mulheres moderadamente treinados foram aleatoriamente designados para ingerir 50 mg de curcumina, 200 mg de curcumina ou um placebo por oito semanas. Aqueles que tomaram 200 mg não apenas relataram níveis significativamente mais baixos de dor após exercícios intensos, mas também apresentaram níveis muito mais baixos de creatina quinase, um marcador de dano muscular.


Recuperação e desempenho muscular


Dentre os diversos benefícios que já vimos, a cúrcuma também pode ter efeitos importantes para a melhora da recuperação e desempenho muscular. Isso foi observado em dois recentes estudos clínicos.


O primeiro estudo demonstrou que a suplementação de curcumina pós-exercício de resistência (180 mg/dia - 4 dias) melhorou a amplitude de movimento 3 a 4 dias após o exercício em comparação com o grupo placebo.


Já o segundo, relatou uma menor perda média de potência em sprints para o indivíduos suplementados com cúrcuma (6 g curcumina ± 60 mg piperina/dia – 4 dias) quando comparado ao placebo. Ainda, outros autores observaram melhora do desempenho muscular (determinado pelo aumento da altura do 1º salto) 24 e 48

horas após o exercício resistido em indivíduos suplementados com curcumina (5 g/dia – 5 dias).


Referências bibliográficas

SUHETT, Lara Gomes et al. Effects of curcumin supplementation on sport and physical exercise: a systematic review. Critical Reviews In Food Science And Nutrition, [S.L.], v. 61, n. 6, p. 946-958, 13 abr. 2020. Informa UK Limited. http://dx.doi.org/10.1080/10408398.2020.1749025.


FERNÁNDEZ-LÁZARO, Diego et al. Modulation of Exercise-Induced Muscle Damage, Inflammation, and Oxidative Markers by Curcumin Supplementation in a Physically Active Population: a systematic review. Nutrients, [S.L.], v. 12, n. 2, p. 501, 15 fev. 2020. MDPI AG. http://dx.doi.org/10.3390/nu12020501.


SENA-JðNIOR, Ailton Santos et al. Whether or Not the Effects of Curcuma longa Supplementation Are Associated with Physical Exercises in T1DM and T2DM: a systematic review. Nutrients, [S.L.], v. 13, n. 1, p. 124-129, 31 dez. 2020. MDPI AG. http://dx.doi.org/10.3390/nu13010124.

119 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page