O que os produtos da abelha têm que podem fortalecer a sua imunidade?


Mel, própolis, pólen, geléia real e cera: todos esses são produtos da abelha que possuem diversas propriedades terapêuticas, inclusive de fortalecimento da imunidade. A riqueza de compostos bioativos como ácidos fenólicos, flavonoides, polifenóis, enzimas e vitaminas está por trás desses benefícios. Os efeitos desses produtos naturais para o sistema imune são notáveis, e entre eles podemos citar: maior indução para a produção de anticorpos, substâncias fundamentais para proteger o organismo contra reinfecções, além de ser o mecanismo a partir do qual as vacinas exercem efeito protetor contra as doenças; maturação de células imunes, garantindo um maior “exército” de estruturas funcionais para combater possíveis invasores; estímulo aos dois tipos de resposta imune que possuímos, a inata - que age como primeira linha de defesa - e a adaptativa - que demora um pouco mais para atuar, porém garante uma resposta mais específica contra os patógenos. Todos esses benefícios têm capacidade de melhorar a resposta imunológica, fortalecendo nossas defesas.


Os extratos de própolis figuram entre os produtos mais populares originados pelas abelhas e vários estudos comprovam a série de propriedades que lhes são atribuídas: efeitos antioxidantes, anti inflamatórios, antibacterianos, antifúngicos, antivirais, cicatrizantes e de incremento da resposta imune. Logo, o uso desses extratos é útil para prevenção e tratamento de doenças que envolvem processos inflamatórios, de estresse oxidativo e de infecção por microrganismos que podem afetar diferentes partes do corpo.


A própolis varia na sua coloração (verde, marrom e vermelha) e consistência, e isso depende, dentre outros fatores, da espécie de abelha que a produz. O extrato de própolis vermelha é considerado o mais “potente”, mas o melhor resultado parece ser advindo do uso dos três tipos, tendo em vista que seus diferentes componentes parecem atuar em sinergia.


O mel, outro gênero apícola muito conhecido e utilizado, é rico em componentes com atividade antimicrobiana - especialmente antiviral - e a riqueza de compostos bioativos tem potencial de melhorar a imunocompetência, ou seja, a capacidade do nosso sistema imune de reagir à infecções. O pólen, um outro produto que tem ganhado cada vez mais espaço nas prateleiras de lojas de produtos naturais, além dos já citados benefícios, também possui potencial anticarcinogênico e antialérgico, controlando a resposta imune aos alérgenos, e, consequentemente, aliviando os sintomas produzidos.


Algo que deve ser levado em conta quando o assunto são os produtos de origem apícola em geral, é que a sua composição tende a ser muito variável, dependendo da região geográfica, do tipo de vegetação, da época de colheita e do tipo de abelha produtora. Apesar da variação dos níveis dos compostos bioativos, os benefícios advindos dos diferentes produtos parecem ser resultado justamente das diferenças em sua composição. Isso justifica o fato de que, a inserção de maneira variada desses gêneros pode ofertar os compostos necessários para os diversos benefícios observados.


As propriedades medicinais e farmacêuticas desses produtos já são conhecidas desde tempos muito antigos e também é bem sabido a segurança de seu uso. Além disso, o acesso é fácil e como são rapidamente produzidos, a tendência é que tenham boa disponibilidade. Por isso, podemos afirmar que os produtos da abelha tem muito a oferecer para fortalecimento da nossa saúde e da nossa imunidade,


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Lima, W. G., Brito, J. C. M., & Cruz Nizer, W. S. (2020). Bee products as a source of promising therapeutic and chemoprophylaxis strategies against COVID ‐19 ( SARS‐CoV ‐2). Phytotherapy Research, 35(2), 743–750. doi:10.1002/ptr.6872


Denisow, B., & Denisow-Pietrzyk, M. (2016). Biological and therapeutic properties of bee pollen: a review. Journal of the Science of Food and Agriculture, 96(13), 4303–4309. doi:10.1002/jsfa.7729


Ripari, N., Sartori, A. A., da Silva Honorio, M., Conte, F. L., Tasca, K. I., Santiago, K. B., & Sforcin, J. M. (2021). Propolis antiviral and immunomodulatory activity: a review and perspectives for COVID-19 treatment. Journal of Pharmacy and Pharmacology, 73(3), 281–299. doi:10.1093/jpp/rgaa067


49 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo