top of page

Qual o papel do Lavandulin na imunidade?

Lavandullin é o nome dado ao extrato proveniente da Perilla Frutescens, uma planta pertencente à família das mentas, amplamente empregada na culinária e na medicina tradicional oriental. Este extrato é abundante em compostos fenólicos, tais como o ácido rosmarínico e a luteolina. Pesquisas indicam que o Lavandullin tem a capacidade de regular a resposta imunológica do organismo, oferecendo alívio aos sintomas associados à gripe e às alergias.


O papel do Lavandullin

O papel do Lavandulin na imunidade se destaca por conter propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes,  efeitos anti-alérgicos e antivirais. Assim, o Lavandullin se sobressai como uma escolha notável para ajudar na revitalização das funções imunológicas em casos de gripes e alergias, fornecendo uma solução natural e eficaz para promover o bem-estar.


Lavandullin atua nos sistemas de defesa imunológica, tanto no mecanismo inato quanto adaptativo, diminuindo a atividade das células de defesa, como neutrófilos, basófilos e macrófagos. Além disso, reduz a liberação de substâncias inflamatórias, como IgE, histamina e citocinas.


Seu mecanismo de ação detalhado envolve o aumento da produção de citoquinas Th-1, que limitam a produção de IgE, e a restrição na liberação de mediadores químicos, como histamina e TNF-α, resultando em uma resposta inflamatória reduzida.


Portanto, os benefícios do Lavandullin incluem a regulação da resposta imunológica, o alívio dos sintomas de alergias, gripes e resfriados, além de ser um ativo natural, sem efeitos colaterais conhecidos. É recomendado para uma variedade de condições alérgicas, como rinite e urticária, entre outras, e também pode ajudar a aliviar os sintomas associados ao H1N1. 


O Lavandullin representa uma escolha confiável para fortalecer a imunidade, especialmente para aqueles que sofrem com alergias e gripes frequentes. Optar por ingredientes naturais não só ajuda na prevenção, mas também reduz os sintomas das condições enfrentadas, sem preocupações com efeitos colaterais.


Referências Bibliográficas e sugestão de leitura:


- BRENNER, D.M. 1993. Perilla: Botany, uses and genetic resources. p. 322-328. In: J. Janick and J.E. Simon (eds.), New crops. Wiley, New York.- Allergy Facts and Figures. AAFA - Asthma and Allergy Foundation of America.


- UEDA, Hiroshi; YAMAZAKI, Chikako & YAMAZAKI, Masatoshi. Luteolin as and Antiinammatory and Anti-allergic Constituent of Perilla frutescens. Biol. Pharm. Bull. 25(9) 1197—1202 (2002).

5 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comentarios


bottom of page