top of page

Todas as enzimas para a digestão de carboidratos têm a mesma função?


Um erro muito comum na prática clínica, é a prescrição "simplesmente" da amilase ou da pancreatina com a esperança de que resolvam todos os problemas digestivos do paciente relacionados a digestão dos carboidratos. Claro que tais enzimas são muito importantes, mas por vezes ao prescrever enzimas mais específicas as queixas do seu paciente, você pode conseguir mais resultados da sua intervenção nutricional.


Desse modo, entenda que "não, as enzimas para digestão de carboidratos não possuem todas a mesma função. Cada enzima para digestão de carboidrato irá atuar na digestão de um substrato ou em um meio/sítio específico". Assim, entenda mais abaixo a respeito das principais enzimas envolvidas no processo.


Amilases

Produzida pelas glândulas salivares e pelo pâncreas, a amilase é uma das mais prescritas, como no caso da alfa-amilase, da beta-amilase e da glucoamilase, que efetuam a quebra de carboidratos, como o amido, em cadeias menores para digestão e absorção.


Alfa-galactosidase

Muito associada a digestão de alimentos ricos em amido, como leguminosas, grãos e frutas, a deficiência da alfa-galactosidase associa-se problemas gástricos, tais como desconforto abdominal e produção de gases como resultado da fermentação excessiva pelas bactérias do trato intestinal.


Maltase

A maltase é uma enzima produzida no intestino delgado, responsável pela quebra da maltose em glicose. No dia-a-dia, vários produtos com malte contém este açúcar.


Lactase

A lactase é uma enzima que quebra a lactose em glicose e galactose no intestino delgado. Algumas das manifestações mais típicas de sua insuficiência são a dor abdominal, inchaço, diarréia e flatulências.


Beta-glucanase

Essa enzima digestiva que decompõe os beta-glucanos, um polissacarídeo comumente associado a aveia e a levedura nutricional.


Hemicelulase

Atua através da hidrólise dos polissacarídeos presentes na parede celular dos alimentos de origem vegetal, incluindo cereais e grãos. Dessa forma, a hemicelulase melhora a biodisponibilidade dos nutrientes ingeridos através da dieta, bem como o processo digestivo de forma geral ao reduzir flatulências e gases. Além disso, a fração solúvel das fibras degradadas pela hemicelulase apresenta potencial prebiótico, melhorando a composição da microbiota intestinal.


Pectinase

A pectinase é uma enzima que digere a pectina. Quando utilizada em associação à celulase e hemicelulase, a pectina pode aumentar o valor nutricional e potencial prebiótico dos alimentos de origem vegetal. Assim, a pectinase melhora a absorção dos nutrientes ingeridos através da dieta, bem como melhora o processo digestivo de forma geral


Referências bibliográficas

Martínez Cuesta S, Rahman SA, Furnham N, Thornton JM. The Classification and Evolution of Enzyme Function. Biophys J. 2015;109(6):1082-1086. doi:10.1016/j.bpj.2015.04.020


8.190 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Commenti


bottom of page